DAS ALTERNATIVAS AO COLONIALISMO

 

Na sessão solene evocativa do 47.º aniversário do 25 de Abril, realizada na Assembleia da República, o Presidente Marcelo Rebelo de Sousa proferiu um discurso notável no qual, aproveitando igualmente a recente passagem do 60.º aniversário do início da guerra em Angola, entendeu discorrer sobre o nosso passado colonial e sobre a memória que devemos reter desse tempo. O historiador Manuel Loff (Público de 27/04) replicaria: Quando Marcelo nos pede para não “[exigir] aos que viveram esse passado que pudessem antecipar valores (...) agora tidos por evidentes, intemporais e universais”, persiste num dos mais velhos erros metodológicos da leitura reaccionária do passado: o de inventar um tempo em que os valores dominantes seriam tão consensuais que nenhuns outros teriam sido enunciados. Em todas as épocas os valores dominantes tiveram alternativas”. Que alternativas?

Para ler o artigo, clicar em:

Alternativas_colonialismo.pdf (48864)

""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""""

DA MORALIDADE E IMORALIDADE DA COLONIZAÇÃO NA ERA DOS DESCOBRIMENTOS

Os portugueses, pouco depois de darem início às navegações no Atlântico, perceberam como era importante a sustentação moral do empreendimento. Pediram, mesmo, à Santa Sé, que desse o seu público assentimento à grande aventura marítima que pretendiam levar a cabo. Essa manobra diplomática seria coroada de êxito com a publicação, no espaço de menos de quatro anos, de três bulas papais.

Para ler o artigo, clicar em:

Moral_colonização.pdf (82742)

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

PORTUGAL PRECISA DE SE DESCOLONIZAR?

Nos últimos tempos, há quem esteja tentando descobrir mais uma “causa fracturante”, para limar mais umas arestas da sociedade. Desta vez, porém, a questão vem bulir com a nossa História, com a nossa identidade como Nação e com a ideia de Pátria, como memória comum de todo um povo.

Para ler o artigo, clicar em:

Descolonizar.pdf (37925)

******************************************************************

EM BUSCA DO HISTORICAMENTE CORRECTO

     A polémica originada pela anunciada criação de um Museu das Descobertas vem decorrendo dentro dos limites estreitos dos estudiosos da História, aos quais se juntaram, como seria inevitável, algumas personagens menos qualificadas, provenientes da área política, que dispõem de lugares cativos na bancada dos media portugueses.

Para ler o artigo, clicar em:

Historicamente_correcto.pdf (23220)

============================================================

Contactos

A BIGORNA
Granja - V. N. Gaia

© 2015 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode